Sobre o lançamento do curso

A previsão de lançamento do curso de Graduação em Engenharia Biomédica está dependendo da publicação no D.O.U (Diário Oficial da União), uma vez que o curso já passou pela vistoria e aprovação do MEC.

Graduação em Engenharia Biomédica

Imagem ilustrativa

Sobre o curso

Os desafios da área da saúde são complexos e multifatoriais. Para oferecermos soluções impactantes para as pessoas é preciso unir as ciências exatas e as ciências biomédicas. Por isso, o Ensino Einstein lança, em 2021, mais um curso: a Graduação em Engenharia Biomédica.

Essa área é dedicada a compreender e propor soluções para os desafios da saúde, utilizando as bases das matemáticas, físicas, químicas e ciências biológicas, que se somam às áreas das engenharias mecatrônica, eletrônica, de materiais, da computação e biotecnológica para desenvolver inovações tecnológicas que possam auxiliar na prevenção, diagnóstico, tratamento e cura de pacientes.

Sensores, sistemas, equipamentos, órgãos artificiais, bioimpressão 3D, terapia gênica, inteligência artificial são algumas das possibilidades da Engenharia Biomédica que, no Einstein, utilizará, além de outras infraestruturas, laboratórios de Biotecnologia, de Robótica, de Engenharia de Tecidos, Bioengenharia e um Maker Lab para prototipações durante seus 5 anos de curso.

  • Modalidade:Presencial
  • Duração:5 anos (10 semestres)
  • Período:Integral
  • Unidade:CESAS - Morato
  • Investimento:Em breve

Preencha os campos abaixo e receba um e-mail quando o curso abrir inscrições.

A Faculdade

A Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE) foi fundada em 1955. Três anos mais tarde, Hans Albert Einstein, filho do renomado Físico Albert Einstein, assentou a pedra fundamental daquele que se tornaria o mais conceituado Hospital da América Latina.

Em 28 de julho de 1971, foi inaugurado o Hospital Israelita Albert Einstein, uma instituição que cresceu e se desenvolveu, consolidando-se como um importante centro médico-hospitalar de alta complexidade, reunindo um conceituado corpo de profissionais da saúde e dispondo das mais avançadas tecnologias hospitalares.

O modelo de atuação da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE) é formado por quatro pilares: Assistência, Responsabilidade Social, Ensino e Educação, e Pesquisa e Inovação.

A Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein (FICSAE), que integra o Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa (IIEP), possui mais de 30 anos de história, desde a inauguração da Graduação em Enfermagem, primeiro curso da Faculdade, em 1989. A Graduação em Medicina foi o segundo curso, aprovado pelo MEC em 2015 e, em 2020, foram aprovadas as graduações de Fisioterapia e Engenharia Biomédica.

Infraestrutura

A Faculdade possui uma estrutura moderna, com recursos tecnológicos que estimulam a aprendizagem dos alunos de maneira participativa, e salas de aula e laboratórios projetados para facilitar a interação professor e alunos.

Salas de Aulas configuradas para Metodologias Ativas de Ensino

Um exemplo de Sala de Aula configurada para Metodologias Ativas de Ensino com diversas mesas e diversas cadeiras dispostas em cada mesa.

As Salas de Aulas configuradas para Metodologias Ativas de Ensino possuem tratamento acústico e térmico. Dispõem de 9 mesas, que acomodam grupos de 8 alunos. Têm capacidade para 70 alunos, todas equipadas com computadores de última geração, DVD ROM, projetor multimídia e lousas de vidro nas 4 paredes.

Laboratório de Anatomia

Laboratório de Anatomia

Dispõe de bancadas que comportam 60 alunos, armários suspensos e pias, em uma área total de 84 m2, para atender às necessidades prático-pedagógicas das disciplinas de Anatomia Musculoesquelética e Neural, Anatomia Humana e Ciências Biomédicas I.

Laboratório Multiprofissional de Bioengenharias

Alunos dentro de um Laboratório Multiprofissional de Bioengenharias enquanto estudam.

Dispõe de bancadas que comportam 70 alunos, pias, armários suspensos, quadro branco e televisor, bem como uma importante relação de materiais, vidrarias, reagentes analíticos, além de outros equipamentos e materiais permanentes e de consumo. Estes insumos e recursos tecnológicos são adequados e suficientes para atender às necessidades prático-pedagógicas do estudo de aspectos celulares e moleculares das ciências da vida da disciplina de Ciência Biomédica I.

Laboratório de Computação

Alunos enquanto estudam dentro de um Laboratório de Computação.

Área composta por bancadas com 70 computadores e duas telas de alta definição, com o objetivo de proporcionar maior contextualização dos conceitos de morfologia macro e micro para o ensino de Anatomia e Fisiologia e atender às necessidades prático-pedagógicas das disciplinas de Anatomia Musculoesquelética e Neural, Anatomia Humana e Ciências Biomédica I.

Laboratório de Procedimentos

Laboratório de Procedimentos

Espaço montado semelhante a uma enfermaria de internação, projetado para treinamento de procedimentos de assistência ao paciente. É composto por camas hospitalares, material de reanimação e uma grande quantidade de materiais de uso hospitalar, além de manequins e equipamentos. Atende às necessidades prático-pedagógicas das disciplinas de Fisioterapia Cardiopulmonar I e II e Fisioterapia Prática Clínica I.

Laboratório de Centro Cirúrgico

Laboratório de Centro Cirúrgico

Com uma área aproximada de 49m², dispõe de lavatório para assepsia e mesa cirúrgica. Atende às necessidades prático-pedagógicas da disciplina Enfermagem em Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização.

Laboratório de Biotecnologia

Neste laboratório os alunos terão acesso a um espaço propício para realização de aulas práticas, experimentos, testes e ensaios de natureza química, bioquímica, e de biologia celular e molecular. Além da infraestrutura básica e dos reagentes e insumos necessários para as atividades, o Laboratório de Biotecnologia conta com equipamentos típicos dos grandes institutos de pesquisa, dando oportunidade aos alunos de conhecer e aprender com o uso prático destas tecnologias: Citômetro de Fluxo Cell Sorting para caraterização e purificação de células e partículas, Termocicladores para realização de PCRs e Real Time PCR, espectrofotômetro para análise de moléculas, estações de eletroforese de DNA/RNA/proteínas, estações para preparo de soluções, scanner de fluorescência e infravermelho, dentre outros.

Aqui os alunos desenvolverão suas competências e habilidades de futuros engenheiros para a criação de soluções em engenharia celular e molecular.

Laboratório de Engenharia de Células e Tecidos

Com infraestrutura compatível com as salas de cultivo celular para terapia gênica, o Laboratório conta com cabines de biossegurança, microscópios, bioimpressoras 3D e todos os aparatos e equipamentos necessários para os alunos terem aulas práticas e desenvolverem seus projetos de engenharia de células e tecidos a partir do design e construção de scaffolds com biomateriais, construção de tecidos e órgãos-em-chips, para posteriormente submeterem a testes in vitro e in vivo.

Neste espaço os alunos de fato aprenderão a manipular células, editá-las geneticamente através de vetores virais e tecnologia CRISPR-cas9, e construir tecidos e implantes através da sinergia da engenharia de materiais com engenharia tecidual.

Maker Lab

Laboratório com mais de 200m2 projetado para que até 70 alunos trabalhem simultaneamente em projetos de prototipação e fabricação. Seus espaços, equipamentos e dinâmica de funcionamento é inspirado nos mais eficientes espaços maker do mundo.

Será usado tanto para aulas práticas quanto para desenvolvimento de trabalhos e projetos de engenharia, de forma supervisionada, mas sempre conferindo aos alunos autonomia e independência para criar, testar, errar e inovar. O Laboratório é um espaço aberto aos alunos durante todo o curso.

O Maker Lab conta com estações de impressão 3D, eletrônica, corte a laser, micro-usinagem, parque de ferramentas e máquinas para manufatura de baixa e média complexidade, infraestrutura de áudio e vídeo para conferências, salas de reuniões além das mesas de trabalho em equipes moduláveis.

Aqui os alunos desenvolverão suas competências e habilidades de futuros engenheiros para a criação de dispositivos, sensores e equipamentos biomédicos.

Centro de Simulação Realística (CSR)

Centro de Simulação Realística (CSR)

Local composto por método avançado de treinamento em ambiente hospitalar. Apoiado por alta tecnologia, que reproduz experiências da vida real por meio de cenários clínicos, tem o objetivo de garantir a segurança no processo de assistência ao paciente. A utilização do CSR está inserida como estratégia de ensino em disciplinas do curso de Graduação em Fisioterapia.

Sistema Einstein Integrado de Bibliotecas (SEIB)

Sistema Einstein Integrado de Bibliotecas (SEIB)

As Bibliotecas dispõem de livros impressos, e-books e periódicos. Possuem terminais para acesso eletrônico ao mais completo acervo de publicações nacionais e internacionais na área da saúde, disponibilizado também por acesso remoto.

Área de Convivência

Área de Convivência

Amplo espaço livre, que permite a interação de alunos e professores dos diversos cursos, promovendo vínculos de amizade importantes para o desenvolvimento pessoal, acadêmico e profissional. A área também é utilizada para exposições, feiras, workshops e eventos culturais.

Centro Einstein de Esportes e Bem-estar (CEEBE)

Centro Einstein de Esportes e Bem-estar (CEEBE)

Espaço de convivência, localizado no Morumbi, próximo ao Hospital, com foco na prática esportiva e que visa ao bem-estar físico e psicológico dos estudantes, apoiando o indivíduo durante sua experiência no Einstein. Clique aqui e saiba mais.

Corpo Docente

Diretoria

Dr. Alexandre Holthausen Campos, foto de perfil.

Dr. Alexandre Holthausen Campos

Pós-doutorado pela Universidade de Atlanta-Morehouse School of Medicine. Doutor em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo. Atualmente é Diretor de Graduação em Medicina e Diretor Acadêmico de Ensino junto ao Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein. Experiência em Educação Médica na área de Biologia Geral, com ênfase em Biologia Celular e Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: biologia de células mesangiais e de musculatura lisa vascular.

Acesse o Currículo Lattes

Coordenação

Dr. Welbert de Oliveira Pereira.

Dr. Welbert de Oliveira Pereira

Biólogo formado na Universidade Federal de Juiz de Fora. Doutor em Ciências (Imunologia) e Pós-Doutorado pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo. Atuou como Pesquisador Visitante no Departamento de Medicina Hematológica do King's College London desenvolvendo pesquisa com células tronco leucêmicas. Desde 2010 atua no Hospital Israelita Albert Einstein tendo contribuído em diferentes frentes: no laboratório clínico com diagnóstico por citometria de fluxo e desenvolvimento de novos exames (2010-2012); no Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa liderando projetos de avaliação funcional de mutações em pacientes neoplásicos (Projeto PROADI-SUS - 2012-2015), bem como investigando estratégias de reprogramação molecular de células leucêmicas (2014-atual); na diretoria de Inovação e na Incubadora de startups Eretz.bio atuou como Consultor de Inovações Tecnológicas (2015-2018); desde 2016 é Professor e líder do Núcleo de Desenvolvimento Docente da Faculdade de Medicina, e desde 2018 é Consultor de Inovações Educacionais no Hospital Israelita Albert Einstein; desde 2019 é professor do MBA executivo em Gestão para Saúde e responsável pela disciplina "Tópicos avançados de ensino e aprendizagem" no programa de pós-graduação, onde também é orientador. Temas de interesse: Biologia e Imunologia das leucemias; inovações tecnológicas para a saúde; Educação, com foco especial em desenvolvimento de professores inovadores, tecnologias voltadas para o ensino.

Acesse o Currículo Lattes

Corpo Docente

Dra. Ângela Tavares Paes.

Dra. Ângela Tavares Paes

Doutora em Estatística pelo Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME-USP), com linha de pesquisa em Análise de Sobrevivência. Atua na área de Bioestatística, ministrando cursos para médicos e profissionais da saúde. Atua no Setor de Estatística Aplicada da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Integrante da Comissão de Divulgação e Educação Estatística da Associação Brasileira de Estatística e da Comissão de Ensino e Aperfeiçoamento do Conselho Regional de Estatística da 3ª Região.

Acesse o Currículo Lattes
Dr. Birajara Soares Machado.

Dr. Birajara Soares Machado

Possui graduação em Física pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (2000), mestrado (2003) e doutorado (2008) em Física pelo Instituto de Física Teórica da Universidade Estadual Paulista. Realizou pós-doutorado no Instituto do Cérebro do Hospital Israelita Albert Einstein no período de 2009 a 2016. Atualmente é pesquisador do Centro de Pesquisa em Imagem na área de eletrofisiologia e neurociências computacional. Tem experiência na área de sistemas complexos, atuando principalmente nos seguintes tópicos: análise de EEG, conectividade cerebral, sincronização em redes complexas, cognição, epilepsia, machine learning e big data.

Acesse o Currículo Lattes
Dr. Edson Amaro Júnior.

Dr. Edson Amaro Júnior

Médico neurorradiologista e Superintendente de Ciência de Dados e Analytics na área de Big Data do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Formou-se em Medicina, realizou doutorado e Livre-Docência pela USP. Entre 2000 e 2002 foi Wellcome Visiting Fellow no Institute of Psychiatry e no Maudsley Hospital, King's College - Londres. E desde 2002 está no Hospital Israelita Albert Einstein, foi coordenador do Instituto do Cérebro (entre 2008 e 2012) e desde 2014 lidera a iniciativa de Big Data Analytics, realizando projetos voltados à questões clínicas e gestão em saúde.

Dra. Juliana Magdalon.

Dra. Juliana Magdalon

Pós-doutoranda, doutora pelo Departamento de Fisiologia do ICB-USP, graduada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo. Estudou na Cornell University (EUA), investigando o papel do mTORC1 na transcrição gênica e tradução de RNAm durante a adipogênese. Professora da Faculdade de Medicina do Hospital Israelita Albert Einstein.

Acesse o Currículo Lattes
Dr. Júlio César Martins Monte.

Dr. Júlio César Martins Monte

Pós-doutor pela Universidade da Califórnia, San Diego. Doutor em Medicina (Nefrologia), pela Universidade Federal de São Paulo. Médico do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein. Atua principalmente em insuficiência renal aguda.

Acesse o Currículo Lattes
Dr. Lionel Gamarra.

Dr. Lionel Gamarra

Possui graduação em Bacharel em Física - Universidad Nacional Federico Villarreal (1998), mestrado em Física pela Universidade de São Paulo (2001), doutorado em Física pela Universidade de São Paulo (2006) e Pós-doutorado no Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (2006-2008). Atualmente é pesquisador do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein. Desenvolve projetos em 5 linhas de pesquisa: (i) Desenvolvimento de biomateriais e biomarcadores para fins diagnósticos e terapêuticos de disfunções cerebrais; (ii) Desenvolvimento de estudos do efeito terapêutico de células-tronco marcadas com nanomateriais; (iii) Desenvolvimento da terapia de magneto hipertermia aplicado a tumores do SNC; (iv) Análise e simulações computacionais direcionados ao desenvolvimento de estudos neuro-oncológicos; e (v) Estudos in vivo e in vitro mediante a Imagem Molecular utilizando a técnica de Imagem por Ressonância magnética.

Acesse o Currículo Lattes
Dr. Michel Silva Fornaciali.

Dr. Michel Silva Fornaciali

Doutor e Mestre em Engenharia da Computação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Bacharel em Ciência da Computação pela UNICAMP. Todas suas pesquisas são relacionadas ao uso de Inteligência Artificial na Saúde. Atua há 12 anos no mercado de Tecnologia da Informação, desenvolvendo e testando sistemas, construindo arquitetura de soluções e desenvolvendo negócios. Atualmente, é Cientista de Dados na equipe de Big Data/Analytics do Hospital Israelita Albert Einstein. Possui interesse nos temas: Visão Computacional, Machine Learning e Data Science.

Acesse o Currículo Lattes
Dr. Ricardo Weinlich.

Dr. Ricardo Weinlich

Biólogo formado pelo Instituto de Biociências da USP em 2000 (Bacharelado e Licenciatura). Mestre (2003) e Doutor (2008) em Imunologia pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP, sob supervisão do Prof. Dr. Gustavo P. Amarante-Mendes. Realizou seu pós-doutorado (2010-2015) no Departamento de Imunologia do St. Jude Children's Research Hospital - EUA, sob supervisão do Dr. Douglas Green. Atualmente trabalha como Pesquisador Científico no Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Israelita Albert Einstein em São Paulo (SP). Tem experiência na área de Imunologia, com ênfase em Imunologia Celular, principalmente em linfócitos T. Atualmente, seus projetos abrangem os diversos tipos de morte celular desencadeados pelos receptores de morte, tais como apoptose e necroptose.

Acesse o Currículo Lattes

Objetivos e Qualificações

A proposta da Graduação em Engenharia Biomédica do Einstein é formar Engenheiros capazes de desenvolver soluções inovadoras e tecnológicas para a área da saúde, impactando na qualidade de vida dos pacientes.

Além da formação básica em Engenharia Biomédica, os alunos terão a possibilidade de cursar trilhas específicas no último ano, sendo elas:

  • Desenvolvimento de Dispositivos Biomédicos;
  • Engenharia de Células e Tecidos;
  • Inteligência Artificial e Engenharia de Dados Biomédicos.

Diferenciais

  • Jornada de aprendizagem baseada em metodologias ativas e desenvolvimento de projetos de Engenharia desde o 1º semestre do curso, para aplicação dos conhecimentos na prática;
  • Imersão, durante todo o curso, no Ecossistema Einstein de Saúde, Ensino, Pesquisa e Inovação;
  • Aulas práticas em laboratórios com alta tecnologia, imersões em setores hospitalares, ações e interações com médicos e equipe multiprofissional;
  • Currículo com forte eixo em gestão, inovação e empreendedorismo, para que os alunos tenham plenas condições de transformar suas ideias em negócios, estruturar sua startup ou buscar uma oportunidade nas principais empresas e setores do mercado de inovação;
  • Os alunos terão a possibilidade de cursar trilhas específicas no último ano, sendo elas: desenvolvimento de Dispositivos Biomédicos; Engenharia de Células e Tecidos; Inteligência Artificial e Engenharia de Dados Biomédicos;
  • Experiência Einstein em acolhimento e mentoria do aluno, oferecendo excelente formação e preparação técnica e profissional de forma humanizada;
  • Parcerias internacionais e possibilidades de intercâmbios.

Metodologia de Ensino

O curso é totalmente ministrado com metodologias ativas de ensino, em especial Team-Based Learning e Project-Based Learning. Isso significa que os alunos terão contato constante com laboratórios e participarão de projetos de engenharia para solucionarem desafios reais da área da saúde. No Einstein, o aluno de Engenharia Biomédica aprende os fundamentos teóricos ao mesmo tempo que desenvolve suas competências e habilidade de engenheiro com projetos reais.

Metodologias Ativas de Ensino

Alguns Aspectos da Grade Curricular

Eixo de Inteligência Artificial

Carreira e Estágios

Durante o curso de Engenharia Biomédica Einstein, os alunos terão oportunidades de imersões e estágios em setores hospitalares, empresas, indústrias e startups parceiras da Instituição.

Estágios em Inovação

Empreendedorismo na Saúde

Ao término do curso, o profissional estará apto a atuar em diferentes áreas do mercado:

  • Indústrias farmacêuticas, de equipamentos médicos e de biomateriais.
  • Empresas de biotecnologia e bioengenharia.
  • Diretorias de Engenharia Clínica, Pesquisa e Inovação em hospitais.
  • Empreendedorismo, estruturando sua própria startup na área de tecnologia para saúde.
  • Setores de inovação industrial de empresas voltadas à saúde.
  • Consultoria para indústrias, empresas e startups.
  • Setores de Data Science e Analytics.
  • Incubadoras e aceleradoras de Startups.
  • Carreira científica, por meio de Mestrado e/ou Doutorado no Brasil ou no exterior.
  • Docente de Faculdades e MBA executivos.

Atividades Extracurriculares

Ao longo do curso o aluno terá oportunidades de realizar:

  • Iniciação Científica e Inovação Tecnológica;
  • Monitoria de disciplinas cursadas, para colaborar com aprendizagem dos mais jovens;
  • Mentoria com profissionais de excelência, a fim de descobrir e direcionar sua carreira;
  • Intercâmbio internacional com instituições parceiras;
  • Diferentes Projetos de Extensão.

Além disso, também terá a possibilidade de incubar sua própria startup pelo Einstein e empreender.

Iniciação Científica

Estágios Internacionais

Acompanhamento Formativo

Apoio ao Estudante

Bolsa de Estudo

De acordo com critérios socioeconômicos, o curso oferecerá bolsas de estudo integrais e parciais. As regras para aplicação constarão no Manual do Candidato.

NAE (Núcleo de Apoio ao Estudante)

Para o Einstein, excelência no ensino vai além de oferecer metodologias inovadoras e os mais capacitados docentes. É também inserir no mercado indivíduos física e mentalmente sadios, aptos a enfrentarem as dificuldades relacionadas ao exercício profissional na área da saúde. Conheça as iniciativas do NAE aqui.

Investimento

Em breve.

Processo Seletivo

As 70 vagas anuais do curso de Graduação em Engenharia Biomédica do Einstein serão preenchidas por meio de três formas de ingresso: Vestibular, ENEM e Acesso Internacional.

Ingresso via Vestibular

O vestibular para a Graduação em Engenharia Biomédica é realizado em fase única, que contempla a avaliação das competências acadêmicas por meio de prova objetiva e questões dissertativas.

Ingresso via ENEM

Os candidatos que decidirem utilizar a nota do ENEM para o vestibular deverão fazer essa opção no ato da inscrição online, no site VUNESP. Mais informações serão divulgadas no Edital do Vestibular.

Acesso Internacional

Os candidatos que decidirem aplicar para o processo seletivo internacional deverão fazer essa opção no ato da inscrição online, no site da VUNESP. Mais informações serão divulgadas no Edital do Vestibular. A classificação é feita de acordo com desempenho no IB/ABITUR/BAC/SAT (10 vagas por ano).

Número de vagas: 70 ao ano.

Local e Horário

Endereço

Av. Prof. Francisco Morato, 4.293 - Butantã
São Paulo - SP

A 50m da estação Vila Sônia de metrô, linha amarela, a ser inaugurado em Dezembro/21.

Horários

Período das aulas e estágios:

  • Das 08h às 12h20 e 13h40 às 18h

Fale Conosco

Atendimento ao Aluno

  • Segunda a Sexta, das 07h às 20h
  • Sábado, das 07h às 13h
  • Domingo e feriados não há atendimento.
Unidade Morato com alunos na porta de entrada.